Seguidores

Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Japa Mala

Uso-o  como pulseira ou colar, para que esteja sempre à mão quando quero meditar.


http://www.istoe.com.br/reportagens/51821_O+PODER+DA+MEDITACAO+PARTE+1

http://www.istoe.com.br/reportagens/51829_O+PODER+DA+MEDITACAO+PARTE+2

Coloquei as 108 contas em um fio de lã (Família), deixei uma folga de 1 cm na lã antes de dar um nó, para que as contas tivéssem espaço para deslisar no fio. Acrescentei uma outra conta em formato de flor, dei outro nó como acabamento e deixei uma sobra de lã na ponta.


JAPAMALA 

(Rosário para entoar Mantras) 

Os Malas são usados para contar mantras, orações e prostrações. As recitações podem ser em uma sessão de meditação, em retiro ou em qualquer outra atividade diária.
Os malas de cristal ou sementes são apropriados para práticas que se concentra em deidades e Budas pacíficos, são também usados pelos lamas que fazem adivinhações. Os malas de osso são mais apropriados para meditações em divindades ferozes.
No Tibet, as contas divisórias podem ser de pedras semi-preciosas. Os mais preciosos são os feitos de ossos de homens santos ou de lamas. Usar um mala é uma escolha sempre muito pessoal.
Os malas Tibetanos normalmente são divididos em quatro grupos de 27 contas por três contas um pouco maiores que representam as Três Jóias (Buda, Dharma, Sangha) e ainda possuem um "dorje"( um raio) e um "drilbu" (um sino) em seus contadores.
No Japão, eles possuem 112 contas e são feitos de madeira.
O número das contas podem ser 27, 54 ou 108 . No Hinduismo ele tem sempre uma conta extra a mais - chamada o Meru, ou a conta GURU, que simboliza a Fonte Espiritual ou o Mestre, para que se saiba quando o ciclo está terminado.
Há algumas variações, em alguns Malas, além das 108 contas existem outras quatro, um pouco menores, nas posiçòes 7 e 21, para facilitar em certas orações e mantras que devem ser recitados este número de vezes.
Há ainda um outro, tibetano, que possue três contas menores separando as 108 contas em quatro grupos de 27. Estas contas diferenciadas não são para serem contadas.
A repetição das palavras 108 vezes tráz o benefício da Numerologia, por ser um número poderoso que comanda a afirmação do mantra. Toda recitação de qualquer mantra apressa o seu processo na aquisição de benefícios espirituais no sentido de ampliar os efeitos "positivos" e diminuir as "toxinas".
COMO USAR O JAPAMALA
1. Segure o mala na mão direita.
2. Mantenha-o entre os dedos polegar e médio, na primeira conta depois da principal.
3. Passe suavemente para a conta seguinte, à medida que canta em voz alta um mantra.
4. Passe para a conta seguinte e cante novamente o mantra. Em seguida, passe para a próxima e repita o processo, assim por diante.
5. Ao chegar à última conta antes da principal (que não é cantada), vire o mala e continue a cantar, começando com a conta na qual você terminou a volta (uma volta tem 108 contas).
6. Cante uma ou mais voltas por dia, de acordo com suas possibilidades, mas nunca cante menos do que o número que você determinou-se a cantar. Alguns devotos iniciados cantam pelo menos 16 voltas por dia.
Embora não existam regras fixas e inflexíveis para cantar um Mantra, apresentamos adiante algumas dicas que podem ajudá-lo neste processo:
a. Cante com sentimento, como se você fosse uma criança clamando pela presença da sua mãe.
b. Cante com nitidez, ouvindo cada sílaba e fixando a mente no som do maha-mantra.
c. Cante sem interrupções, como um rio fluindo para o oceano.

Um comentário:

  1. Olá,

    somos da assessoria de comunicação de um grupo de artesãos que desenvolvem objetos para ajudar no alívio do stress, na prática da meditação ou simplesmente no passatempo, como japamalas, masbahas e kombolóis. Gostaríamos de convidá-l@ para uma visita em nosso blog e em nossa página no Facebook: http://maosocupadas.blogspot.com

    Um abraço,
    Ahow! Comunicação

    ResponderExcluir